As animações psicodélicas de Jake Fried

Jake Fried é um educador do Museu de Belas Artes de Boston, mas nas suas horas de folga ele vara noites e finais de semana desenhando. Segundo Jake seu trabalho artístico está em uma linha tênue entre dever e obsessão, entre a necessidade de trabalhar e o vício pela arte.

O artista vem trabalhando em uma sequência de animações desenhadas a mão que unem técnicas experimentais assim como materiais inusitados como o pó de café em suas ilustrações.

Seu mais recente trabalho chama-se The Deep End. Com um toque pra lá de psicodélico fez com que eu assistisse o curta repetidas vezes para tentar capturar tamanha grandeza de detalhes do trabalho.

A animação é composta por 1.500 frames, sendo rodados 25 frames por segundo, ou seja, muita coisa! Desde o primeiro desenho até a conclusão do curta foram aproximadamente 4 meses de trabalho.

Vale a pena conferir também outras animações feitas por Jake.

Anúncios